Google+ Followers

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Um momento por esses dias de silêncio

Às vezes a vida é só uma hipótese. Ai a gente começa a caminhar pelas ruas, a sentir o calor das coisas, o vento saindo de alguma esquina, o hálito cinza dos carros, aqui acolá um pedaço de papel nos distrai e, de repente, a vida pode se encontrar numa definição geográfica. Imagino que para alguém que chega aos 100 anos, a vida deixa de ser uma teoria demonstrada e passa a ser uma suposição. Nada é definitivo. Até a natureza da terra tem suas variações, seus humores, seus ânimos. Só o homem tem dificuldades de compreender a natureza dos limos e a natureza dos astros.

Um comentário:

Débora Oliveira disse...

E a gente só vai descobrir o que ela nos reserva vivendo. Não tem outro jeito mesmo...

=)

Bjim