Google+ Followers

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Como nasce uma frase perdida


Eu poderia falar que hoje no entremeio do almoço e da outra parte do dia, surgiu-me como uma estrela cadente, uma frase que bem que poderia ser aquela com a qual vou inaugurar aquele romance que dorme entre minhas pálpebras e que me sobressalta o cotidiano com uma vontade que não tem olho, boca ou estômago: só ombros, pés e sombra. Mas, o fato é que eu me esqueci de anotar. E agora, ela adormece como todas as outras, em algum lugar que não é espaço e em algum tempo selvagem e absolutamente indomável. 


Um comentário:

Débora Oliveira disse...

Tenho certeza que era "a frase",mas vai fluir bonita em outra oportunidade!

=)

Bjim