Google+ Followers

domingo, 15 de julho de 2012

A chuva




Alguns desejam a chuva para regar as plantas; nutrir a terra e gerar frutos; revolver as águas dos rios. Outros desejam a chuva para lavar as calçadas; os carros; tirar o musgo. 

Eu quero a chuva só para que os pingos afaguem a minha janela, entreaberta.

Gosto da chuva. Preciso da chuva. Às vezes até deixo que chova em mim, porque sou chegada a afagos de chuva. Aqueles de quem não tem medo ou vergonha de chorar. A chuva me fala a linguagem das folhas, dos ventos, das nuvens. A chuva faz silêncio dentro de mim quando chia a terra.

Gosto da chuva. Preciso da chuva.

Nenhum comentário: