Google+ Followers

sábado, 13 de dezembro de 2014

entremeios




Uma preocupação atravessa minhas pálpebras. Entrava meu descanso. Distrai-me dos meus sonhos. Melhor, sonho em estado permanente de alerta. Minha casa é feita de pedras. Mas meu peito é feito de areia. Sou revolvida facilmente por rios que me levam a caminhos desconhecidos. Os mais céticos e cínicos - como eu - diriam: ESCOLHAS. Isso mesmo. Deita a cabeça, mesmo que metaforicamente, no travesseiro e guarda a tranquilidade de ser livre para as escolhas, nem sempre muito convincentes ou condizentes com o status quo ou com a grama mais verde do vizinho. Escolher é sentar no provável, sentindo a força do improvável vento batendo à porta. Uma preocupação atravessa minhas pálpebras. Uma hora, um dia, o sono chega. E, o bom é que estarei atenta e livre, como sempre, para dormir justamente.

Nenhum comentário: