Google+ Followers

terça-feira, 8 de setembro de 2015

mais mar

arte de Khaled Yeslam



- menina, sai dessa água. você vai desmanchar de tanto banho. os dedos já estão engelhados.

minha mãe falava isso todas as vezes que eu ía para o mar. eu queria mais mar. eu queria que as ondas me embalassem até eu fazer xixi de tanta emoção. eu queria beber um pouco daquela água salgadíssima. queria ficar com os cabelos duros de sal. queria que o vento e o sol me secassem para eu mergulhar de novo.

quando eu vi a imagem do pequeno sírio, Aylan Kurdi, na praia de Bodrum, na Turquia, a primeira sensação que tive foi a mesma que sentia na infância. lembrei das recomendações de mamãe e pensei que o menino só queria mais mar. talvez mecanismos de fuga para não encarar logo de cara tamanha violência de uma imagem de ver uma pequena criança com a cara enfiada na areia, mortinho, durinho, estendido no chão. quem é que está preparado para ver uma coisa dessas?

estamos mais preparados para ver as guerras afogadas no petróleo da síria, afeganistão, líbano. estamos acostumados a ver cidades inteiras em escombros; refugiados em horda pela Europa, pedindo arrego. e eu penso: se ainda temos capacidade para nos chocar com essa violência do pequeno Aylan, por que não nos inquietamos com a causa dessa morte? que se anunciou bem antes do afogamento no pequeno bote. essa merda de guerra. essa vontade grande de pequenos homens de dominar o mundo? 

eu quero mais mar. eu quero engelhar meus dedos na paz. eu quero que meus olhos fiquem salgados, não de lágrimas. e você? o que quer?

Nenhum comentário: