Google+ Followers

terça-feira, 1 de março de 2016

Machismo não te incomoda?



Do tempo da vovó (artigo publicado hoje no Novo Jornal)

Minha avó costumava enaltecer todos os homens, só pelo fato de serem homens. "Os homens são os reis dos animais", dizia ela, sobretudo quando o rapaz do gás vinha em casa e trocava o botijão. Cresci ouvindo isso e outra sorte de expressões que me colocavam numa posição de inferioridade, primeiro, diante da força física, depois, diante da força intelectual e financeira dos caras. O machismo morava em casa. Depois, percebi que morava em todos os lugares por onde passasse. Trabalhei num local onde os machos eram beneficiados quando engravidavam suas mulheres ou namoradas. Até aí alguém pode pensar, "bacana, vai virar pai de família". É. Mas nesse mesmo lugar, via minhas colegas de trabalho, grávidas de oito meses, trabalhando em pé durante horas na cobertura do Carnatal, porque gravidez não era doença. E nem vou entrar na seara de políticos canalhas que desaconselham empresários a empregar mulheres porque essas podem engravidar e se afastar do trabalho.

Fico de bobeira quando ainda ouço mulheres torcendo o nariz para o feminismo e a luta por direitos que já deveriam estar impregnada no nosso sangue, inclusive naquele que perdemos mês a mês e que ainda é tido como "sujo". Não quer levantar bandeira? Não quer pagar de chata? "O machismo não me incomoda"?, como disse a Fernanda Torres na polêmica da semana em seu texto da Folha carregado de estereótipos que acabou gerando um segundo, no qual ela pediu desculpas? Pois eu afirmo, o machismo incomoda e muito! Quer as mulheres admitam ou não. 

O machismo incomoda quando, uma mulher fica brava e, por isso, é taxada de "mal amada", "mal comida" ou "está de TPM", enquanto para qualquer macho, em qualquer idade, se impor é sinal de força. O machismo incomoda quando um homem passa a mão na sua bunda numa festa, sem nenhum sinal de permissão de sua parte, e você fica calada com medo de levar uma mãozada. O machismo é inofensivo para a senhora? Experimenta deixar de aplicar as injeções mensais de botox; de desistir de levantar a comissão de frente com silicone ou então comer um brigadeiro e uma latinha a mais de cerveja, dando uma banana para sua barriga lipada. Sabe por que você é escrava disso tudo, senhora? Porque o machismo diz o tempo inteiro para você que você está feia, velha e que ninguém vai te querer se você não seguir as regras... do machismo.

O machismo não incomoda? Então, porque quando você está sozinha todo mundo te cobra para achar um "homem para chamar de seu", enquanto quando um homem está sozinho ele está "aproveitando a vida"? O machismo não te incomoda? Então tá. Experimenta sair com as amigas, encher a cara a noite toda e no dia seguinte não levar os filhos para a escola. Agora me diz, quantas vezes seu marido fez isso, acordou no dia seguinte arrasado de ressaca e não te ajudou em nada nos afazeres da casa?

O machismo não incomoda. Ao contrário dos tempos da minha avó, agora somos mulheres liberais e fazemos o que quisermos. Mas, olha só, tem "mulher pra casar" e as outras os homens podem usar. Os homens também podem chamar seu amigo gay de "bichinha", fazer piadas ofensivas contra eles e todo mundo rir. Afinal, o machismo não incomoda. O que incomoda é a lista de coisas que ele traz consigo.

Um comentário:

abuelitapeligrosa.blogspot.com disse...

"... enquanto quando um homem está sozinho ele está "aproveitando a vida?".
É isso ai, Mme, Shangai, conforme o título de uma das músicas preferidas de meu filho que já se encontra em outra dimensão. É isso aí e muito mais do que você não esceveu. Estava com saudade do bichoesquisito. Não me notificam mais quando você escreve. É sempre encantador estar com o bichoesquisito.